Mulher que morreu tragicamente do 27º andar enquanto tirava uma selfie era professora e tinha dois filhos

Sandra Manuela Macedo, 27, tinha acabado de chegar à Cidade do Panamá de seu Portugal natal para trabalhar como professora

Por kunal dey
Atualizado em: 07:16 PST, 15 de outubro de 2018 Copiar para área de transferência Mulher que morreu tragicamente do 27º andar enquanto tirava uma selfie era professora e tinha dois filhos

AVISO: CONTEÚDO ANTIGOSO



A identidade de uma mulher que morreu após uma queda livre de um prédio alto enquanto tentava tirar uma selfie foi agora revelada. A mulher morreu após despencar 27 andares ao perder o equilíbrio enquanto tirava uma selfie, e a filmagem da mesma agora se tornou viral nas redes sociais.



A vítima, identificada como Sandra Manuela da Costa Macedo, de 27 anos, estava encostada na grade de uma varanda para tentar tirar a foto, mas perdeu o equilíbrio ao fazer o mesmo. O vídeo do incidente mostra a vítima ainda segurando o bastão de selfie durante sua queda livre em direção ao solo. 'Ela está louca, lá vai ela, olhe para ela, olhe para ela, ela caiu', gritou um observador que filmava a filmagem perturbadora.



Macedo was a native of the northern Portuguese town of Aves and is survived by two children. Her Facebook profile shows that she worked at the Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio and the Agrupamento de Escolas Frei Bartolomeu dos Mártires.





O incidente ocorreu em um prédio chamado Luxor Tower no popular bairro de El Cangrejo na Cidade do Panamá. Os paramédicos correram para o local depois que o alarme foi disparado por volta das 10h, horário local, mas descobriram que a mulher já estava morta.

james s.c. chao net worth

Embora a vítima tenha sido inicialmente identificada como uma turista portuguesa que acabara de chegar ao Panamá, uma mulher que se descreveu como amiga revelou mais tarde online que era, na verdade, mãe de dois filhos que estava no país para trabalhar como professor, Correio diário relatórios.



Durante o incidente, a mulher quase sentou-se na grade enquanto os trabalhadores da construção em um bloco vizinho gritavam para ela descer. No entanto, havia fortes ventos soprando no momento, o que significava que ela não poderia ouvir o aviso antes de cair para a morte.





As autoridades policiais disseram que uma rajada de vento pode tê-la desequilibrado, no entanto, o incidente ainda está sob investigação. Um aviso oficial foi publicado pelo Corpo de Bombeiros do Panamá após a tragédia chocante: 'Não arrisque sua vida por uma selfie. É mais importante perder um minuto na vida do que perder a vida em um minuto. '

A portuguesa Susana Cunha Barros publicou uma homenagem a Macedo no seu Facebook. “Até logo”, escreveu ela na legenda. 'Sandra ... obrigada pela sua contribuição na educação de minha filha Helena ... Será sempre lembrada com muito carinho.'



Uma amiga da vítima escreveu no Instagram: 'Essa mulher era uma grande amiga minha, mãe de dois filhos. Ela era professora e estava no Panamá para trabalhar na profissão que escolheu. Ela era portuguesa e se chamava Sandra. Vamos orar por ela. ' Outro usuário comentou: 'É triste ver uma pessoa assim, tão cheia de vida e querendo ficar bonita em uma foto, mas não perceber que o lugar em que está é perigoso por causa do vento.'

O vídeo do acidente foi capturado por um operário da construção civil que postou nas redes sociais. Alguns leitores podem achar o vídeo perturbador.



Verificou-se que 259 pessoas morreram enquanto tentavam tirar selfies entre outubro de 2011 e novembro de 2017, de acordo com um estudo recente do All India Institute of Medical Sciences em Nova Delhi, publicado no Journal of Family Medicine and Primary Care. O estudo concluiu que mais de 72 por cento das mortes foram de homens, sendo o afogamento a causa mais comum de morte ao tirar uma selfie.

Artigos Interessantes