O B.I de iKON diz que está 'deixando' a banda sob alegações de que ele pode ter comprado e usado drogas ilegais

Na quarta-feira, B.I soltou uma postagem sincera de desculpas no Instagram dizendo que deseja deixar a equipe e refletir sobre seus 'erros'



Por Regina Gurung
Atualizado em: 01:30 PST, 12 de junho de 2019 Copiar para área de transferência B.I de iKON diz que ele é

A boy band sul-coreana iKON está sob escrutínio como seu membro B. Eu sugeri sua saída do grupo após ser acusado de comprar drogas ilegais.



Uma captura de tela obtida pela mídia local da Coreia Despacho revelou que B.Eu tentei comprar uma droga psicodélica em 2016 por meio de um aplicativo de mensagens para 'me tornar um gênio'.

por que a segunda esposa do príncipe se divorciou dele

A conversa entre a cantora e um infrator da legislação antidrogas condenado que permanece anônimo mostrou a B.I fazendo perguntas sobre o preço e o quão forte é o LSD para se usar a fim de se tornar um 'gênio'.

B.I da iKon (Instagram)



Arauto coreano relata que o cantor parece perguntar, 'Devo pegar três? Eu não posso espirrar, no entanto. Você pode conseguir um desconto? ' O infrator da legislação antidrogas aparentemente avisa que uma droga pode levar a outra, mas B.I ignora o aviso.

Se as alegações forem provadas como verdadeiras, B.I poderia ser condenado a até quatro anos de prisão, relata a mesma publicação.

quanto a theresa caputo cobra

Após a notícia, B.Eu fui ao Instagram para anunciar sua saída da boy band.





Uma tradução solta da postagem diz: 'É Kim Han Bin. Em primeiro lugar, peço desculpas pelo transtorno causado por minhas ações inadequadas. É verdade que eu queria confiar em coisas nas quais nunca deveria me interessar enquanto estivesse passando por momentos difíceis e difíceis no passado. Mas não fiz porque estava com medo e com medo. No entanto, também estou envergonhado e peço desculpas a você e aos membros que estão muito decepcionados e magoados por causa de minhas ações erradas. Quero deixar meu time e refletir humildemente sobre meus erros. Peço desculpas mais uma vez por sua sincera simpatia para com seus fãs e membros. Desculpe.'

Quando o criminoso anônimo foi interrogado pela polícia, ele admitiu ter entregue papéis mata-borrões com ácido na casa do cantor, disse o Dispatch, citando a Delegacia de Polícia de Yongin Dongbu. No entanto, a fonte se recusou a divulgar mais informações à polícia depois de ser contatada pela YG Entertainment, que lhe forneceu um advogado, segundo o relatório.

Pouco depois de B.I anunciar sua saída da iKON, YGE anunciou: 'Pedimos desculpas pelo problema em relação ao artista da gravadora Kim Han Bin (B.I) ter causado decepção. Kim Han Bin está sentindo uma grande responsabilidade pelo impacto desse problema recente e decidiu aceitar sua retirada da equipe e rescisão do contrato. YG está se conscientizando da responsabilidade que temos de administrar nossos artistas. Pedimos desculpas sinceramente mais uma vez. '

Esta não é a primeira vez que um artista YG é associado a drogas ilegais. O rapper T.O.P foi condenado a 10 meses de prisão em 2017, com suspensão de dois anos, por usar maconha em várias ocasiões.

elenco da 10ª temporada de mortos-vivos
Se você tiver um furo ou uma história sobre entretenimento para nós, entre em contato pelo telefone (323) 421-7515

Artigos Interessantes